quarta-feira, 13 de março de 2019

Concurso Literacia 3D


A segunda fase do concurso Literacia 3 D, promovido pela Porto Editora, decorreu, hoje, na Escola Secundária de S. Lourenço.

A Biblioteca Escolar acolheu a cerimónia de entrega de certificados de participação e de prémios.

Parabéns a todos os participantes!   





quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Joana Villaverde na ESSL


A Escola Secundária de São Lourenço recebeu, na Biblioteca Escolar, a artista plástica Joana Villaverde, no âmbito do projeto Ser Artista em Portugal.
Este projeto é uma iniciativa do Centro Nacional de Cultura, desenvolvida em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares.
«O objetivo é proporcionar um contacto direto entre artistas, das mais diversas áreas, e alunos de escolas básicas e secundárias, durante os quais os intervenientes mostram o seu trabalho e falam do seu percurso, dando testemunho sobre como é ‘ser artista em Portugal’.»
Joana Villaverde falou com os alunos de Artes Visuais do Ensino Secundário e com os alunos de 9.º ano.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Rodagem de Curta metragem na Biblioteca




Rodagem, na Biblioteca Escolar, de uma Curta Metragem, realizada no âmbito do projeto «Promoção do Sucesso Escolar».


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

A ESSL no Festival do Hidrogénio na Escola Superior Tecnologia e Gestão



Os alunos do 12.º ano de Física, acompanhados pela professora Alzira Nunes, participaram no Festival do Hidrogénio na Escola Superior Tecnologia e Gestão, IP Portalegre.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

ISTO É MATEMÁTICA NA ESSL

ISTO É MATEMÁTICA AO VIVO NO GINÁSIO DA ESSL
05 DE DEZEMBRO DE 2018
1ª Sessão: 10h
2ª Sessão: 11:30h




sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Fernando Pessoa (13/06/1888 - 30/11/1935






        NEVOEIRO
Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
Define com perfil e ser
Este fulgor baço da terra
Que é Portugal a entristecer —
Brilho sem luz e sem arder
Como o que o fogo-fátuo encerra.
Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ânsia distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje és nevoeiro...
É a hora!
                                 Valete, Fratres.

Fernando Pessoa, Mensagem.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Visita guiada à Fábrica Robinson


Visita guiada à Fábrica Robinson pela Dr.ª Susana Pacheco, especialista em Arqueologia Industrial. Os alunos do 11.º A da ESSL participaram nesta atividade, realizada no âmbito da Receção à Comunidade Escolar, promovida pela CMP.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

ARREDORES

ARREDORES

«Domingo irei para as hortas na pessoa dos outros»
Álvaro de Campos


No tempo em que havia quintas e hortas em Lisboa, e
se ia para lá aos domingos, eu ficava em casa. E em
vez de ir para as quintas e para as hortas, em vez de
apanhar couves e de ordenhar ovelhas, lia
poemas que falavam das quintas e das hortas de Lisboa,
como se isso substituísse o ar do campo e o cheiro
dos estábulos. É por isso que hoje, quando me lembro dos arredores de Lisboa
onde havia quintas e hortas, o que lembro são as horas de leitura de
poemas sobre esses arredores, e os passeios que eles me faziam dar
aos domingos, substituindo os lugares reais com mais exactidão
do que se eu tivesse ido a esses lugares. Visitei, assim, quintas
e hortas pela mão do Cesário Verde e do Álvaro de Campos, e
soube por eles tudo o que precisava de saber sobre os arredores de Lisboa,
que hoje já não existem porque Lisboa entrou por eles e transformou as quintas
em prédios e as ovelhas em automóveis. Não me arrependo, então, de
ter lido Cesário e Campos enquanto ouvia balir os rebanhos que vinham
pastar a Lisboa, nas traseiras do meu prédio, onde as mulheres
das hortas vendiam leite e queijo fresco, às escondidas
da polícia. Hoje, já não sei onde se escondem essas mulheres,
nem há quintas e hortas em Lisboa; mas ficaram os poemas
que ainda me levam a passear às quintas e hortas que já não existem,
onde apanho couves e ordenho ovelhas por entre prédios
e automóveis.

Nuno Júdice

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Diálogo de Textos



Os alunos do 10.º F, juntamente com o professor António Caldeira, preparam trabalhos para decorar os interiores da nossa Escola.

Trabalhos plásticos que dialogam com o texto poético dos espelhos das escadas!